Atendimento Nutricional em Empresas

Para a Organização Mundial d a Saúde (OMS), a definição de saúde é o estado de completo bem-estar físico, social e psíquico (OMS, 2000). Saúde é qualidade de vida e também o resultado do total bom funcionamento do indivíduo em seu ambiente (Filho e Lopes, 2001).

 

O desempenho, a atenção, a criatividade e o bem-estar do trabalhador é o que determina a qualidade dos produtos e serviços prestados. Dessa forma, a qualidade do relacionamento e bem-estar humano contribui para o desenvolvimento e o sucesso de uma empresa.

Adotar mudanças positivas contribui para uma melhor vida interpessoal, social e mesmo pessoal efetiva, a qual consiste na habilidade de o indivíduo ajustar-se ao seu meio e obter mais domínio de suas emoções. Atitudes e mudanças  sadias implicam, ainda em prevenir e estar livre de doenças, adotar práticas saudáveis de higiene pessoal, de cuidados médicos, de prevenção de acidentes e de equilíbrio das atividades diárias como trabalho, recreação, alimentação, sono e repouso (Filho & Lopes, 2001).

Atualmente muitas empresas buscam implementar programas de Qualidade de Vida (QV) para seus colaboradores aumentando a satisfação e a produtividade no trabalho e diminuindo chances de faltas e dispêndios com problemas de saúde (Hymel et al., 2011). Subentende-se que para melhorar a qualidade de vida e o perfil de saúde, deve haver modificação em alguns hábitos e atitudes tanto individuais como coletivas Aproveitando que o ambiente de trabalho concentra grupos de pessoas que compartilham propósitos e cultura em comum (Hymel et al., 2011).

O ambiente de trabalho pode estimular e proporcionar mudanças de hábitos saudáveis, isso inclui a implementação de programas que reconhecem as interações de segurança, meio ambiente, e saúde; Como o incentivo do uso de escadas, pausas para alongamentos e exercícios laborais na área de atividade física. Na nutrição pode inciar mudanças desde de a disponibilidade de lanches saudáveis em máquinas de venda automática, melhora qualidade de petiscos em reuniões, lista de delivery saudáveis , carinhos de lanches, ate a programas mais completos como” Nutricionista in Company”.

É imprescindível mapear o estado de saúde destes funcionários, como aferir pressão arterial, mensurar peso corporal, estatura, índice de massa corpórea (IMC), circunferência abdominal, aliando estes dados a resultados de exames laboratoriais básicos, como glicemia e colesterol séricos, mais fatores de risco como tabagismo, sedentarismo, estresse, padrão alimentar e problemas psicológicos como ansiedade e depressão.

Programas de QV nas empresas visam são redução de gastos com assistência médica principalmente por meio de estímulo na mudança do hábito alimentar e prática de atividade física.  Pela nova visão empresarial, e com a preocupação em gerar qualidade de vida para seus funcionários, as empresas estão começando a implementar programas de QV, seja diretamente na organização ou através da assistência médica com as quais mantêm convênio (Affonso, 2005).

Iamara Seara

Nutricionista Comportamental

CRN3 5813

Nutricionista In Company

Programa é iniciado com uma palestra motivacional sobre alimentação saudável. Duração de aproximadamente 1h aberta para perguntas. Este momento é o melhor para rastrear o interesse dos funcionários na implementação do programa de atendimentos nutricionais na empresa.

O programa básico abrange 03 atendimentos podendo contemplar uma palestra de fechamento. Dependendo da disponibilidade da empresa, pode-se ampliar o número de consultas individuais de 3 para 4 ou quantas a empresa tiver interesse.  Mas já temos resultados com 03 consultas por programa para o início de mudanças e consciência alimentar.

No intervalo entre as consultas podem ser realizadas palestras temáticas de acordo com as necessidades evidenciadas através do perfil de cada empresa. Os atendimentos nutricionais e as palestras são pautadas na Nutrição Comportamental, que possibilita uma abordagem individual dentro do contexto coletivo usando o ambiente de trabalho como um catalisador nestas mudanças.

O atendimento in company permite um conhecimento mais abrangente deste individuo, pois o nutricionista está no seu ambiente de trabalho e tem contato com as facilidades (como por exemplo, se a empresa possui copa, geladeira, se disponibiliza lanches) e dificuldades (qualidade dos lanches, máquinas de snacks e de cafés, etc) do cotidiano dos funcionários, tentando promover mudanças tanto individuais quanto estruturais da empresa, de acordo com a realidade de cada prestador.

As propostas de mudanças que o nutricionista faz dentro da empresa, seja para o indivíduo na consulta ou para um grupo de pessoas nas palestras, ou até para o RH da empresa como realização de lanches comunitários ou melhora da estrutura da copa para que os funcionários possam realizar suas refeições faz parte da técnica da terapia cognitivo comportamental e também de competências alimentares.
 

O interesse da procura pode ser proveniente de uma busca por perda de peso ou ganho de massa muscular; melhora da condição de alguma doença crônica relacionada a alimentação (como diabetes, hipertensão); reeducação alimentar para melhorar os hábitos da família (filhos, marido etc) ou apenas por curiosidade ou pelo fato dos outros estarem fazendo e o estimulando (motivações intrínsecas e extrínsecas). O funcionário já pode estar motivado para participar do programa por um fator intrínseco como problemas de saúde já diagnosticado e mal controlados que estejam causando algum desconforto ou preocupação; ou por algum fator extrínseco como pressão de familiares e colegas de trabalho. Cabe ao nutricionista detectar isso individualmente nas consultas e saber potencializar sua motivação.

 

Modelos de Programas

In Company

  • Breve Duração: Uma palestra e três consultas individuais com duração média de dois meses. Há um intervalo curto entre a primeira e segunda consulta (de 15 a 20 dias), e aproximadamente um mês entre a segunda e a terceira e última consulta. Esta modalidade possibilita um conhecimento de conceitos básicos sobre alimentação e de alternativas viáveis para o início de uma mudança no padrão alimentar. Nesse modelo teremos apenas um encontro em grupo.

 

  • Longa Duração: Intercalam-se palestras e consultas com duração média de seis meses e posterior grupo de Manutenção, portanto o vínculo com cada colaborador é maior pela frequência tanto dos encontros em grupo quanto individuais. Este modelo permite uma abrangência maior de temas e dinâmicas que possibilitam a perpetuação das mudanças do padrão alimentar. É esperado com este aprendizado uma reformulação de conceitos básicos, quebra de mitos alimentares e desenvolve-se uma independência de escolhas alimentares e autoconhecimento sobre a percepção das necessidades básicas, fisiológicas, psicológicas e emocionais do corpo.

Palestras sobre Alimentação e Nutrição 

  • Palestra InicialA palestra inicial que tem como objetivo estimular os funcionários para que eles se interessem em aderir ao programa, que é optativo. É importante abordar assuntos que estão em voga para despertar interesse, falar sobre aspectos gerais da alimentação saudável oferecendo dicas de praticidade no dia a dia e explicar como funciona o programa. Salientar que cada um tem uma demanda que será trabalhada individualmente, mas que aspectos gerais serão discutidos em grupo para sobrar mais tempo nas consultas individuais e para que haja troca de experiência entre os participantes que, por si só, gera um ambiente motivador.

  • Palestras Temáticas: a empresa pode sugerir o tema a  ser abordado ou a nutricionista sugere temas que sejam pertinentes aos funcionários da empresa.

  • Lanche Bem Me Quer: Contempla uma visita da nutricionista com opções e possibilidades de lanches saudáveis. O objetivo e passar por todos departamentos da empresa, conversando com pequenos grupos por vez.

  • Leitura de Rótulos: Ação realizada com leituras de rótulos de alimentos usados no dia a dia. Ensina entender  e diferenciar os diferentes tipos de rótulos de  alimentos diet, light, integral, sucos, gorduras, ricos em fibra.

  • Roda e Pirâmide Alimentar: São guias alimentares populacionais. Trazem o entendimento de qualidade e quantidade dos alimentos no dia a  dia. É uma forma lúdica de mostrar que todo alimento está incluído em uma alimentação balanceada e que cada um tem propriedades nutricionais. É possível visualizar a importância de todos os grupos alimentares em uma interação potencializada pela variação alimentar.

  • Lancheira Saudável: Monte a sua e da sua família também! Traz de uma maneira acessível e visual possibilidades  práticas e  fáceis de manter a qualidade e variedade alimentar nos intervalos das refeições. Dinâmica divertida e inovadora.

  • Variando  sua Alimentação: Mostra a diversidade  de alimentos básicos para uma maior possibilidade de consumo e preparo da alimentação diária. Tipos de feijão, arroz, tubérculos, farinhas, temperos e muito mais.

R. Barão do Triunfo, 88 - sala 707 - Brooklin Paulista, São Paulo - SP  | CEP: 04602-007

Telefones: (11) 2361-8893  |  (11) 98383 8893

  • Facebook - Nutrientes Queridos
  • Twitter - Nutrientes Queridos
  • Instagram - Nutrientes Queridos

© 2017 Nutrientes Queridos. Criado por The House of M